IMG_4079

O medo é uma constante para os usuários do transporte público em Salvador, e aqueles que utilizam ônibus executivos se preocupam ainda mais com a segurança, tudo por que as linhas operadas por micro-ônibus equipados com ar-condicionado, são os maiores alvos de bandidos. Normalmente quem utiliza esses veículos são pessoas com maior poder aquisitivo e que andam portando equipamentos eletrônicos de alto valor como smartphones, notebooks e tablets.

 

Uma das características comuns de assaltantes de ônibus executivo é a boa aparência. “Não aparentava ser bandido. Estava de calça jeans e camisa pólo. Ninguém realmente imaginou que ele iria assaltar. Ele pegou o ônibus junto com outro senhor que também foi assaltado. Pagou passagem, sentou, como se fosse passageiro”, contou-nos Bianca Rocha, estudante que foi vítima desta modalidade de assalto na noite da última quinta-feira (7/10).

 

“Mostrou a arma e pediu que eu passasse o aparelho. Ainda queria dinheiro. Tinha 20 reais na bolsa e entreguei a ele”, relatou Bianca. No ônibus haviam 5 passageiros, 4 tiveram pertences levados e 1 passageiro ao perceber a ação conseguiu escapar do saque no coletivo ao esconder seus aparelhos. Do caixa do motorista foi levado todo o dinheiro e o desabafo de quem convive diariamente com a insegurança “Em dois meses nesta linha este é o quarto assalto que sofro”.

 

Depois do saquear os passageiros e o motorista do coletivo que fazia a linha Shopping Paralela / Praça da Sé, o ladrão agradeceu ao condutor do micro-ônibus “estava exercendo a minha função de trabalhador.”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s