Em nosso artigo anterior falamos sobre os prejuízos que a sobreposição de linhas causam para todos os usuários do sistema de transporte coletivo por ônibus em Salvador. Trouxemos uma alternativa que poderia ser aplicada em várias macrorregiões da cidade, que é o modelo de transbordos. Hoje vamos falar de como este modelo poderia ser aplicado.

A SOBREPOSIÇÃO

Vários bairros adjacentes utilizam as mesmas vias para levar seus moradores aos principais pontos da cidade. É comum vemos em Salvador bairros vizinhos com linhas que tem o mesmo destino se sobrepondo as outras que partem da mesma região. Isto não representa qualidade para os usuários, por que estes roteiros normalmente são grandes e planejados para atender dezenas de demandas em uma linha só, com frota reduzida e intervalos grandes em seus horários.

OS TRANSBORDOS

Os Terminais de Transbordo teriam a função de reorganizar o sistema, objetivando os roteiros, melhorando a frequência das linhas e estimulando o uso inteligente da frota. Assim teremos linhas que atendam a necessidade do usuário com maior rapidez, com o uso de roteiros mais expressos e frota racional.

30154

Em nossa ideia propomos a construção de um terminal de integração em cada macrorregião da cidade, por exemplo:

Terminal de Pirajá

Atendendo a São Caetano, Marechal Rondon, Pirajá, Conjunto Pirajá, Boa Vista do São Caetano, Capelinha do São Caetano, Valéria, Castelo Branco, Calabetão.

Terminal de Cajazeiras

Atendendo as Cajazeiras, Boca da Mata, Fazenda Grande, Palestina, Águas Claras.

Terminal da Rainha

Atendendo a Liberdade, Sieiro, Barbalho, Tamarineiro, Caixa D’Água, Cidade Nova, Pau Miúdo, IAPI, Santa Mônica, Pero Vaz

Terminal do Doron

Atendendo Doron, Narandiba, Engomadeira, Tancredo Neves, Arenoso

Terminal Acesso Norte

Atendendo Cabula, Resgate, Pernambués

Terminal da Ribeira

Atendendo a toda península Itapagipana

Terminal Barradão

Atendendo a Canabrava, Nova Brasília, Sete de Abril, Estrada Velha do Aeroporto

Terminal do Retiro

Atendendo ao Bom Juá, Fazenda Grande do Retiro, Alto do Peru, San Martin, São Gonçalo do Retiro.

E assim seguindo em cada macrorregião da capital baiana, de acordo com estudos sobre os movimentos da população de cada área da cidade, como a Suburbana e Orla Atlântica.

ESTRUTURA

20119

Um Terminal de ônibus com até 3 plataformas de embarque e desembarque, uma área de estacionamento para os coletivos e uma infraestrutura básica constituída de lanchonetes e posto de recarga do Salvador Card, assim poderia ser constituído os Terminais de cada macrorregião.

EM BREVE

Nas próximas semanas contextualizaremos onde e como os terminais de ônibus poderiam ser implantados, como as demandas poderiam ser atendidas de maneira mais rápida e melhorar a relação do cidadão de Salvador com o transporte público.

Por Gênesis Freitas, estudante de jornalismo e pesquisador em transportes.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s