Notícias

Duas linhas gratuitas integram o CAB à linha 2 do metrô

Integrar a linha 2 do metrô com a grande gama de serviços e órgãos do Centro Administrativo da Bahia (CAB), sem precisar desembolsar nada por isso. É com este objetivo que começou a operar na manhã desta terça-feira (23), duas novas linhas circulares pelo CAB, operadas pela Asabela Transportes.

Os roteiros criados, nasceram com o intuito de dinamizar os deslocamentos no centro administrativo, levando em consideração o atendimento de todas avenidas e sua integração com as Estações CAB e Pituaçu do metrô. Para isto as novas linhas são atendidas por 2 ônibus cada, com intervalos de 10 a 15 minutos entre uma partida e outra.

Se ligue nos roteiros:

Integração Metrô / CAB 1

Companhia Baiana de Pesquisas Minerais (4° Avenida); Secretaria de Educação / Tribunal de Justiça / Ministério Público  (5° Avenida);  Procuradoria Geral do Estado / Governadoria (3° Avenida – Retorno no Bolívar); Secretaria de Planejamento / Companhia de Desenvolvimento Rural / Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional ( 2° Avenida), Monumento do CAB, Balança, Assembléia Legislativa da Bahia (1° Avenida), 5° Avenida; Secretaria de Saúde, Embasa, Secretaria de Agricultura, Juizado Especial Federal (4° Avenida).

Integração Metrô / CAB 2

Bolívar; Secretaria de Planejamento / Companhia de Desenvolvimento Rural / Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (2° Avenida); Monumento do CAB, Balança, Assembléia Legislativa da Bahia (1° Avenida); 5° Avenida; Secretaria de Saúde, Embasa, Secretaria de Agricultura, Juizado Especial Federal (4° Avenida); Retorno na Passarela de Pituaçu-CBPM; Retorno em frente ao Inema; Secretaria de Educação / Tribunal de Justiça / Ministério Público (5° Avenida); 3° Avenida.

c1521d7d-371d-40b1-8dc1-68772e9d29b4
Veículo da Asabela que atualmente está sendo utilizado pelas novas linhas de Integração do CAB.

Linhas Horárias:

Com o início das operações das Estações do Metrô em Pituaçu e no CAB, as linhas de ônibus horárias que partiam de diversos bairros da cidade, deixaram de operar na manhã de hoje. Com isto o acesso ao CAB poderá ser feito pela linha 2 do metrô, através da Integração aberta com os coletivos de Salvador e da Região Metropolitana. Paara aproveitar esses benefícios a pessoa deverá ter em mãos os cartões do Salvador Card, Metropasse ou da CCR Metrô Bahia.

foto: SECOM/BA

Texto: Gênesis Freitas – Urbaianos

Anúncios
Notícias

Metrô na Paralela entra em operação nesta terça-feira até Pituaçu

Reprodução de Notícia – SECOM/BA

O governador Rui Costa anunciou que as quatro novas estações da Linha 2 do metrô entram em operação comercial nesta terça-feira (23). A partir das 5h, estarão abertas à disposição da população as estações Pernambués, Imbuí, CAB e Pituaçu. “Estamos colocando em funcionamento mais um trecho do terceiro maior metrô do Brasil, que chegará a 42 quilômetros. Muito em breve, chegaremos até o Aeroporto”, afirmou o governador em nota divulgada pela Secretaria de Comunicação (Secom).

A Linha 2 está em operação desde dezembro de 2016 entre Acesso Norte 2 e Rodoviária. Com as quatro novas estações, o trajeto entre Acesso Norte 2 e Pituaçu, com 8,3 quilômetros, pode ser percorrido em apenas 12 minutos, em um equipamento que oferece conforto, ar-condicionado e segurança ao usuário.

O funcionamento das novas estações ocorre menos de dois anos após o governador Rui Costa assinar a ordem de serviço que autorizou o início das obras da Linha 2. Junto com a Linha 1, o metrô – maior obra de mobilidade urbana em execução no Brasil – já transportou mais de 32 milhões de pessoas desde 2014. Atualmente, a média é de 92 mil usuários por dia. A expectativa é passar a receber 180 mil usuários por dia, com a entrada do trecho até Pituaçu.

Estações mais modernas

Estação de metrô de Pituaçu

Foto: Carol Garcia/GOVBA

Os usuários terão acesso às estações Pernambués e Pituaçu por novas passarelas de acesso. Já Imbuí e CAB têm as passarelas existentes requalificadas. Todas possuem piso tátil e câmeras de monitoramento. O projeto arquitetônico das novas foi premiado, em 2016, em evento bianual da Associação Brasileira dos Escritórios de Arquitetura (AsBEA).

A Estação Pituaçu do metrô, com obra iniciada em novembro de 2015, é a maior da Linha 2 na Avenida Paralela, com área total de 12.151 metros quadrados. A estação terá 14 bloqueios e mais dois exclusivos para pessoas com deficiência, quatro escadas rolantes e seis escadas fixas.

Integrado à Estação Pituaçu, está sendo construído o Terminal de Integração Pituaçu, com capacidade para receber 140 ônibus por hora. Atualmente, está com 80% da estrutura metálica concluída e em execução das lajes de concreto e pilares do viaduto de acesso ao estacionamento, com previsão de conclusão em setembro.

Outros terminais de ônibus integrados à Linha 2 são: Rodoviária Norte, que está em reforma, na fase de substituição da cobertura, e Mussurunga, também passando por requalificação, em fase de execução da cobertura.

Novos trens

Estação de metrô de Pituaçu

Foto: Carol Garcia/GOVBA

Com o novo trecho, foram acrescentados novos trens à frota operacional. Agora são 16 no total, cada um com capacidade para até 1 mil passageiros, com intervalos de 5 minutos na Linha 2 e 4 minutos e 40 segundos na Linha 1, nos horários de pico. Assim, o usuário tem menos tempo de espera nas plataformas e maior conforto nas viagens.

Ambas as linhas funcionam das 5h à meia-noite, inclusive em feriados e nos finais de semana, com cobrança de tarifa – R$ 3,60. No metrô, o usuário pode utilizar o cartão da CCR Metrô Bahia, o SalvadorCARD e o Metropasse. O usuário que embarcar nas estações Lapa ou Pirajá com destino à Estação Pituaçu fará o trajeto em cerca de 20 minutos.

Cerca de 5,3 mil colaboradores diretos, indiretos e terceiros trabalham nas obras e na operação do Sistema Metroviário de Salvador e Lauro de Freitas.

Paisagismo renovado

Estação de metrô de Pituaçu

Foto: Carol Garcia/GOVBA

Com as obras complementares da implantação do metrô, a Avenida Paralela terá conceito de via expressa, com eliminação de semáforos, três novos viadutos de retornos e vias marginais para facilitar o acesso dos veículos e garantir maior segurança aos motoristas. Contando com os retornos elevados já existentes na Avenida Paralela, os motoristas terão um total de 14 pontos para retorno, otimizando o tráfego na via.

Ao longo da Linha 2, no canteiro central e no entorno da Avenida Paralela, cerca de 6 mil árvores serão plantadas – volume três vezes maior do que havia antes das obras. As lagoas artificiais de Imbuí e Flamboyant serão totalmente recuperadas. Serão construídos 12 quilômetros de ciclovia e pista de caminhada, que estão em fase final de execução até a região da Estação Pituaçu e em fase de terraplanagem de Pituaçu até Mussurunga.

Atualmente, 98% do projeto paisagístico entre a passarela do Hospital Sarah Kubitschek e a Estação CAB já foi implantado; entre a Estação CAB e a Estação Pituaçu o percentual de implantação já ultrapassa 50%. São 41 trabalhadores diretos cuidando do paisagismo nesse trecho inicial. Entre a passarela do Hospital Sarah Kubitschek e a Estação CAB a implantação do paisagismo está concluída com 824 árvores e mais de 59 mil arbustos, principalmente espécies da Mata Atlântica, como as palmeiras Pescoço Marrom, Imperial, Licuricoba e Washingtonia, além de Aroeira Salsa, Pau-Ferro e outras.

Fotos: Carol Garcia/GOVBA

Espaço Livre

Mudanças tiram 20 ônibus de Cajazeiras

Extinção de linhas, diminuição da frota em linhas diretas a Estação da Lapa e o reforço dos roteiros destinados a Estação Pirajá. Em um ano a dinâmica dos deslocamentos para quem reside nos bairros localizados em Cajazeiras tem sofrido constantes modificações. Quem chegava ao centro da cidade em um único ônibus, agora se vê levado a utilizar as integrações ofertadas pelo metrô e Salvador Card.

lapa

Uma das mais perceptíveis mudanças foi a diminuição da oferta de ônibus diretos a Estação da Lapa. Em 2016 eram 71 veículos, enquanto neste ano a oferta total é de 43 coletivos. Com isto a espera por um ônibus direto cresceu. A espera por uma dessas linhas pode ultrapassar 2 horas.

piraja

Se para a Estação da Lapa a frota foi diminuída, para a Estação Pirajá houve o reforço de aproximadamente 19 veículos. A principal ideia é deixar a integração ônibus / metrô mais atrativa, diminuindo a oferta de coletivos diretos ao centro.

img_5838

Com a ampliação da oferta de veículos para o Terminal de Pirajá, algumas linhas tiveram os intervalos entre coletivos encurtados. Cada linha recebeu de 1 a 3 veículos extras, enquanto algumas linhas diretas a Estação da Lapa tiveram a frota diminuída para até 1 veículo.

img_8031

Em meio a estas mudanças uma linha foi extinta, linhas com roteiros não concorrentes ou complementares ao metrô tiveram a frota diminuída enquanto outras foram reforçadas como o caso das linhas Pituba com partida do bairro de Boca da Mata e da Fazenda Grande 4.

img_8033

Levantamento feito pela equipe do Portal Transporte Em Debate, aponta que a frota total de ônibus em Cajazeiras sofreu o decréscimo de aproximadamente 20 ônibus. Em 2016 operavam 218 ônibus, enquanto em 2017 são 198 coletivos. Todos os dados levam em consideração a operação das linhas da região fora do período das férias escolares.

Confira aqui todos os dados do levantamento: relatorio

Notícias

Crea de Portas Abertas realiza visita técnica ao metrô de Salvador

REPRODUÇÃO DE NOTÍCIA

Engenheiros, estudantes e conselheiros do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia da Bahia (Crea-BA) participaram de uma visita técnica realizada as estruturas da CCR Metrô Bahia, na manhã desta terça-feira (25). O evento, que faz parte do programa Crea de Portas Abertas – Câmara de Engenharia Civil em Ação, apresentou a estrutura operacional do modal, assim como as obras de implantação da linha 2.

Toda a estrutura da CCR Metrô Bahia foi apresentada em palestra ministrada pelo gestor de engenharia, eng. civil Elvio Torres: “O nosso maior objetivo é colaborar com a melhoria da mobilidade das pessoas, oferecendo um serviço superior ao ônibus, com trens higienizados e climatizados”, destacou.

De acordo com Torres, o metrô de Salvador recebe investimentos na ordem R$ 4 bilhões, provenientes dos governos federal e estadual, além da contrapartida privada da companhia, característica da Parceria Público Privada firmada com o estado, após licitação em 2014. A empresa é responsável pela operação da Linha 1 (Terminal da Lapa / Pirajá) e pela implantação da Linha 2 (Terminal Acesso Norte / Aeroporto).

img_6768
A capital baiana caminha para ter a 3° maior malha metroviária do país, com 41km, ficando atrás apenas de São Paulo e do Rio de Janeiro. A previsão é que até junho de 2017 seja iniciada a operação da Estação Pituaçu. Os participantes puderam acompanhar de perto todos os detalhes da implantação da Estação Bairro da Paz, em visita feita ao canteiro de obras.

O funcionamento da Central de Controle Operacional também foi apresentado. O CCO é responsável pela reunião de todas as informações referentes a operação dos trens, funcionamento de elevadores e escadas e pela vigilância das estruturas com câmeras de segurança.

O Programa Crea de Portas Abertas – Câmara Especializada de Engenharia Civil em Ação foi iniciado nesta segunda-feira (24), com reunião aberta da Câmara Especializada e um ciclo de palestras sobre manutenção predial e normas técnicas.

Notícias

Ampliada e Reformada nova Estação Pirajá proporciona conforto para seus usuários

Terminal de Integração Ônibus/Matrô Pirajá Foto: Elói Corrêa/GOVBA
Terminal de Integração Ônibus/Metrô Pirajá
Foto: Elói Corrêa/GOVBA

O segundo maior terminal de ônibus de Salvador, a Estação Pirajá foi entregue completamente reformada, ampliada e integrada com o metrô, na manhã da quinta-feira de carnaval (04/02). O governador do estado Rui Costa e o presidente da CCR Metrô Bahia, Luís Valença participaram do evento inaugural.

Durante visita ao local, Rui Costa afirmou que está empenhado em promover a integração dos ônibus que chegam à estação Pirajá com o Metrô de Salvador. Na opinião do governador, o investimento realizado só faz sentido se houver a integração tão desejada pelos passageiros. “Hoje, estamos oficialmente fazendo a entrega deste terminal de Pirajá para a população, que vai funcionar integrado com a estação do metrô. Estamos negociando – o Governo do Estado, a CCR e as empresas de ônibus -, o acordo final”.

IMG_5838

Sob a administração do Governo do Estado desde 2014, o terminal recebeu investimentos na ordem de 22 milhões de reais, atende 130 mil passageiros/dia. O Terminal Pirajá atende principalmente às pessoas que moram nos bairros como Pirajá, Calabetão, Castelo Branco, Jardim Santo Inácio, Sete de Abril, Vila Canária, Dom Avelar, Águas Claras e Cajazeiras.

O presidente da CCR, Luís Valença, explicou que “no contrato de concessão firmado no final de 2013 existe a obrigação de, além construir as Linhas 1 e 2 [do Metrô], ampliar e reformar os terminais que já existiam”. Segundo ele, o terminal foi ampliado em 11 mil metros quadrados e teve todas as plataformas reformadas. “Hoje, contamos com 32 novas baias. Faziam parte da nossa obrigação, que está cumprida e entregue ao Governo da Bahia”.

Com informações da Secom/BA

Notícias

Dezessete linhas de ônibus já estão integradas ao metrô

Com menos de um mês de operação comercial do metrô, 17 linhas de ônibus de Salvador e Região Metropolitana já estão integradas ao sistema para servir à população. Dessas, 10 são urbanas e sete são originárias de cidades vizinhas, como Simões Filho e Lauro de Freitas.

A integração com os ônibus urbanos pode ocorrer em qualquer estação do metrô. Já a integração com as linhas metropolitanas acontece somente na Estação Retiro, até que a operação esteja plena, com todas as linhas integradas ao sistema, o que está previsto para abril.

Com isso, é possível que o usuário do transporte público soteropolitano pague apenas uma passagem para usar dois modais. Há também a possibilidade do usuário iniciar sua viagem em uma linha de ônibus com integração, usar o metrô e, ainda, utilizar novamente umas das linhas de ônibus que compõem o sistema integrado, desde que a viagem não ultrapasse o período de duas horas.

foto Daniele Rodrigues / Sedur
foto Daniele Rodrigues / Sedur
Para fazer uso do sistema que une ônibus e metrô, o usuário precisa adquirir um cartão de integração, que é vendido em todas as estações do sistema metroviário. O cartão custa uma recarga mínima de R$ 5, valor que é revertido em crédito para as viagens.
As linhas de ônibus que fazem integração possuem um adesivo de identificação com a imagem do metrô em destaque, na frente do veículo. Além dessas, outras quatro linhas, metropolitanas, entram na estação Acesso Norte, mas ainda sem integração de tarifas. São elas:
Confira as linhas que fazem parte da integração:
Linhas urbanas com ponto de parada no Terminal Acesso Norte
1113 – Pernambués-Lapa
1108 – Resgate x Lapa
0919 – Vale dos Rios/Stiep-Lapa
Linhas urbanas com ponto de parada na Av. Barros Reis, próximo à Estação Retiro
0322 – Marechal Rondon-Lapa
1510 – Valéria-Lapa
0301 – Alto do Peru-Barroquinha
0305 – Bom Juá-Lapa
Linhas urbanas com ponto de parada no Terminal Lapa
0136 (LB1) – Lapa-Chame-Chame
0137 (LB2) – Lapa-Barra Avenida/Barra
0138 (LB3) – Lapa-Garibaldi/Ondina
Linhas metropolitanas com ponto de parada exclusivo no Terminal Retiro
868 – Simões Filho-Lapa
873 – Mapele-Lapa
875  – Areia Branca-Lapa
826  – Simões Filho-Lapa
869 – Simões Filho-Barra
826A – Góes Calmon
872 – Ilha de São João
 
Linhas metropolitanas que entram na estação Acesso Norte mas não têm integração de tarifas
861- Mata de São João – Estação da Lapa
803 A2- Nova Dias D’Ávila – Estação da Lapa
805A – Madre de Deus – Estação da Lapa
809 – Candeias – Estação da Lapa
Informações: Secom/BA
Notícias

Ônibus que integram com o metrô são identificados por adesivo

A integração dos coletivos de Salvador com o sistema metroviário já esta acontecendo, porém não beneficia todas as linhas. Por isso o passageiro deverá prestar muita atenção com o adesivo instalado no para-brisa dianteiro de todos os ônibus que fazem parte do serviço. Os adesivos ‘Integração Metrô’ identificam se o ônibus aceita o cartão de integração ônibus/metrô, disponibilizado pela empresa concessionária do metrô de Salvador, a CCR. Gradativamente novas linhas deverão integradas ao sistema metroviário e é esperado para ainda este ano um redesenho dos atuais roteiros.

Notícias

Metrô de Salvador começa a ser cobrado neste sábado

O sábado começa com o aumento das tarifas de ônibus urbano e metropolitano de Salvador mas também marca o início da operação comercial da linha 1 do Metrô. A tarifa a ser cobrada pelo sistema metroviário será a mesma das linhas de ônibus, ao custo de R$3,30. Dez linhas inicialmente integrarão com o metrô, através do uso do cartão integração/múltiplo que poderá ser adquirida na bilheteria das estações de maneira gratuita, pagando assim apenas as recargas do serviço que tem preço mínimo de R$3,30. Inicialmente os cartões do Salvador Card não serão aceitos no sistema metroviário.

As linhas que integrarão com o sistema metroviário nesta primeira fase são:

Retiro

Acesso

Lapa

Os coletivos que integrarão com o metrô receberão uma identificação externa do serviço.

Espaço Livre

OPINIÃO: Metrô nos trilhos, não era sem tempo

 

O metrô finalmente chegou a Estação Pirajá, depois de quase duas décadas de obras paralisadas. Nos trilhos do nosso Metrô não faltou histórias de superfaturamento, beneficiamento de empreiteiros e políticos. O município evidentemente não tinha condições de levar a frente o projeto.

Os anos passaram, as cobranças da população quanto ao início das operações do nosso metrô ficou mais intenso e uma satisfação tinha de se dar ao povo depois de tanto dinheiro gasto. O projeto começou no Governo de Antônio Imbassahy e passou até a gestão de João Henrique, sem o devido caminhar, desembocou em ACM Neto que vendo a ineficiência do município em dar um andamento ao projeto, repassou o sistema metroviário e o trem do subúrbio para o governo do estado.

O governo de Jacques Wagner, conseguiu fazer o projeto andar com o apoio da CCR, empresa que venceu concorrência e faz parte da PPP do Metrô, com recursos do próprio estado e da união. Rui Costa, substituto eleito de Jacques Wagner, deu prosseguimento ao projeto e finalizou hoje e em carater experimental o percurso entre a Estação da Lapa e a Estação Pirajá.

Finalmente o Metrô conseguiu entrar nos trilhos de toda a extensão prevista pelo projeto original da linha 1. Para ela agora falta complementa-lo até Águas Claras. Do outro lado mas nem tão distante a linha 2 do metrô ganha forma e logo estará atendendo a população.

Independente de quem seja o responsável pela entrada em funcionamento do sistema metroviário, não é momento para se agradecer o município, o estado ou a união. Concluir esta obra é uma obrigação, assim como todas as benfeitorias que são construídas para melhorar a vida do cidadão.

O povo não deve votar no candidato do Metrô, nem da Orla, nem da Bolsa. O cidadão no próximo ano deve se atentar ao candidato que melhor representará seus interesses.

Gênesis Freitas

Editor

URBAIANOS – O Futuro se faz do Agora

Notícias

Integração com o metrô e nova tarifa ocorrerão no primeiro dia útil de 2016

IMG_3411

O primeiro dia útil de 2016 será marcado pelo reajuste da passagem de ônibus em 10%, elevando a tarifa para 3,30 e o início da operação comercial do metrô de Salvador. Com isto 10 linhas de ônibus da capital baiana e outras 3 da região metropolitana, terão seus roteiros modificados e passarão a alimentar o sistema metroviário da linha 1. O passageiro que embarcar em um dos ônibus das 13 linhas que integrarão com o metrô, terão acesso gratuito aos vagões do sistema. Enquanto isso quem for acessar as estações de metrô a pé, terão de desembolsar o valor da tarifa de ônibus vigente para ter acesso ao sistema.

A Linha 1 do Metrô de Salvador parte da Estação da Lapa tem como destino a Estação Pirajá e realiza paradas por estações espalhadas pelo seu trajeto como as localizadas no Campo da Pólvora, Brotas, Bonocô, Acesso Norte, Retiro e Bom Juá. O trajeto entre as Estações Bom Juá e Pirajá está ocorrendo em caráter experimental, funcionando das 11 as 14horas de segunda a sexta; no sábado o seu funcionamento ocorre das 8 as 14horas. As outras estações do serviço funcionam das 06 as 22horas.

Com a ESTAÇÃO RETIRO, integrarão as linhas: 0322 Marechal Rondon / Lapa, 0305 Bom Juá / Lapa e 0301 Alto do Peru / Barroquinha do sistema de transporte coletivo de Salvador. Lá estarão presentes também 3 linhas da região metropolitana com partida de localidades do município de Simões Filho e de Areia Branca em Lauro de Freitas.

Na ESTAÇÃO ACESSO NORTE, integrarão as linhas 0919 Vale dos Rios – STIEP / Lapa, 1108 Resgate / Lapa e 1113 Pernambués / Lapa.

Na ESTAÇÃO DA LAPA, esta integração direta ocorrerá com as linhas 0137 (LB1) Lapa / Chame-Chame, 0138 (LB2) Lapa / Barra – Avenida e 0139 (LB3) Lapa / Garibaldi – Ondina.